Retalho representou a maior fatia do investimento em 2017

Ana Tavares |
Retalho representou a maior fatia do investimento em 2017

 

Segundo os dados da C&W, no ano que terminou são de salientar as vendas do Forum Coimbra e Forum Viseu, por 220 milhões de euros (a operação de maior valor do ano no setor). O retalho ficou marcado por um crescimento no volume de negócios e das vendas do retalho não alimentar. As vendas cresceram nos centros comerciais, a par do fluxo de visitantes, que voltou a crescer depois das quebras de 2016. Regista-se, assim, uma recuperação «sólida» da procura, que se «alastra aos centros comerciais e ruas/cidades secundárias», nota a consultora.

Registaram-se apenas duas novas aberturas de centros comerciais em 2017, nomeadamente do Mar Shopping Algarve, em Loulé, e do Évora Plaza. Não se espera qualquer nova abertura em 2018.

Em 2017, manteve-se a correção em baixa das yields, que se fixaram nos 4,90% nos centros comerciais e nos 4,50% no comércio de rua.

Depois do retalho, os escritórios surgem com 37% do volume de investimento, seguidos pelo setor industrial, com 18%.