RENDA ACESSÍVEL ABRANGE MAIS 1.036 FOGOS ATÉ AO FINAL DO ANO

Ana Tavares |
RENDA ACESSÍVEL ABRANGE MAIS 1.036 FOGOS ATÉ AO FINAL DO ANO

Segundo anunciou a autarquia, estas operações seguem-se às duas já conhecidas em Arroios, nas ruas de São Lázaro (onde foi lançado um concurso para 126 apartamentos) e Gomes Freire (70 fogos).

Paula Marques, vereadora da Habitação, explica à Lusa que «o que fizemos foi olhar para as operações que tínhamos definidas [que abrangem um total de 6.000 fogos em 15 zonas da cidade] e ver aquelas que estão prontas para entrar em concurso». Assim, avançam os concursos para a criação de 759 fogos em Benfica (Avenida Marechal Teixeira Rebelo), de 166 fogos no Parque das Nações (Bairro das Laranjeiras), de 62 fogos no Lumiar (Rua Professor Orlando Ribeiro) e de 49 fogos em Belém (na zona das embaixadas, no Restelo), cita o Observador. A maior empreitada está prevista para Benfica.

De recordar que o programa Renda Acessível prevê parcerias entre privados e a autarquia para a criação de habitação a custos controlados, segundo as quais a câmara disponibiliza terrenos e edifícios sua propriedade, ao passo que os privados constroem e/ou reabilitam os mesmos. O investimento municipal será de 400 milhões de euros.