Remax transaciona €2.000M no 1º semestre do ano

Ana Tavares |
Remax transaciona €2.000M no 1º semestre do ano

 

Nos primeiros 6 meses deste ano, a Remax transacionou um total de 29.882 imóveis, que geraram um volume de negócios 27,6% superior ao montante conseguido no ano passado, quando foram comercializados 1.600 milhões de euros.

De acordo com a imobiliária, são os Portugueses que mais casas compram em Portugal, responsáveis por 84,2% das transações, seguidos pelos Brasileiros (3,5%), franceses (2,7%), chineses (1,4%) e britânicos (1%).

 

Nova regra de reflexo das Euribor negativas vai dar novo boost ao mercado

Espera-se que o ano continue a ser muito positivo para o mercado imobiliário, mas a Remax destaca ainda um novo fator que deverá contribuir para impulsionar o mercado imobiliário, sobretudo junto dos portugueses, nomeadamente a obrigação dos bancos refletirem os valores negativos da Euribor nos contratos de crédito à habitação a partir desta semana. Até porque «quanto mais baixa a taxa de juro, mais o investidor está disposto a investir», salienta em comunicado de imprensa Manuel Alvarez, presidente da Remax Portugal.

«Os resultados da Remax no primeiro semestre deste ano vêm confirmar o bom momento que a economia portuguesa atravessa e que se reflete em diversos setores, entre os quais no imobiliário. Aliás, já como referia o Relatório de Estabilidade Financeira do Banco de Portugal, regista-se um aumento da procura de habitação pelas famílias portuguesas, assim como o aumento da procura de habitação por não residentes, num quadro de forte crescimento do turismo residencial. Ora, a Remax é líder neste setor, fruto de uma grande aposta nos agentes e na sua formação. Temos antecipado as tendências e respondido eficazmente ao crescimento que a economia nacional e o mercado imobiliário no país têm registado».