Projeto para o Terminal Intermodal de Campanhã já tem vencedor

Fernanda Cerqueira |
Projeto para o Terminal Intermodal de Campanhã já tem vencedor

Entre os 22 projetos concorrentes ao concurso público de conceção do Terminal Intermodal de Campanhã, está a proposta do arquiteto Nuno Brandão Costa, vencedora do concurso de conceção.

O futuro Terminal Intermodal de Campanhã, no Porto, terá dois pisos, um parque de estacionamento com capacidade para 270 carros e «um grande parque» natural com 22 mil metros quadrados, referiu Nuno Brandão Costa à margem da inauguração da exposição ‘Terminal Intermodal de Campanhã – Projetos Participantes’, a 21 de fevereiro, no átrio da Câmara do Porto.

O arquiteto explicou que o parque funcionará como um «pulmão» da zona mais oriental da cidade, onde existe uma «enorme» falta de espaços verdes. «Um pulmão verde que acaba por retirar carga poluente, dado que com este terminal a carga mecânica vai ser ainda maior», disse.

Este parque terá um circuito pedonal e ciclável, que poderá ser usado para aceder ao Terminal ou apenas para passear e desfrutar da paisagem. «O terminal é um espaço aberto, ventilado, transparente e com uma ligação contínua ao exterior», sustentou.

 «Está feito o mais difícil. Agora, construa-se»

As palavras são de Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, durante a inauguração da exposição ‘Terminal Intermodal de Campanhã – Projetos Participantes’, patente no átrio da Câmara Municipal do Porto até ao dia 6 de março.

O projeto de Nuno Brandão Costa, orçado em 6,3 milhões de euros, tem um prazo de execução de cerca de 18 meses e deverá arrancar em 2018.

«Percorremos um longo caminho para aqui chegarmos» mas, «ao fim de 14 anos de promessas, este projeto será, brevemente, uma obra», afirmou o presidente da Câmara do Porto.

Na cerimónia que marcou a abertura da exposição, foram ainda entregues os prémios referentes aos três projetos melhor classificados pelo júri respetivamente no valor de 12,5 mil, dez mil e 7,5 mil euros.