Privados constroem e operam central termo-eléctrica em Cabinda

Ana Tavares |
Privados constroem e operam central termo-eléctrica em Cabinda

A infra-estrutura é justificada com o previsível aumento das necessidades de electricidade desta região do país, que deverão ser de 90 megawatts.

De acordo com a Lusa, a informação consta de um decreto presidencial com data de Fevereiro, ao qual a agência teve acesso. A contratação é justificada com a «entrada em funcionamento» em Cabinda de «projectos estruturantes de prioridade nacional».