Porto entre as cinco cidades com maior potencial para acolher a EMA

Fernanda Cerqueira |
Porto entre as cinco cidades com maior potencial para acolher a EMA

 

Depois da Comissão Europeia ter garantido que o Porto reúne os requisitos necessários para receber a EMA, o estudo desenvolvido pela consultora Ernst & Young, pedido pela Associação Comercial do Porto (ACP), coloca a Invicta no grupo das cinco cidades «com uma performance de topo» em critérios fundamentais de seleção.

O estudo da Ernst & Young, avaliou seis critérios de base: em quatro, o Porto é um dos ‘top performers’ e em dois surge no grupo imediatamente a abaixo (‘very good quality’). As condições dos espaços propostos, a integração dos funcionários e das suas famílias, a garantia de um processo de transição eficaz e tranquilo, e ainda o critério que leva em conta o número de agências europeias descentralizadas (instaladas em cada país) obtiveram a melhor avaliação. Menos bem estiveram as acessibilidades e as ligações aéreas.

No que diz respeito às propostas de localização, o Porto concorre a cidade de acolhimento da EMA com três possibilidades, designadamente, o Palácio dos Correios, na Avenida dos Aliados, o Palácio Atlântico, na Praça D. João I, e as instalações novas na Avenida Camilo Castelo Branco.