OPERAÇÕES DE INVESTIMENTO EM CURSO SOMAM OS €3.500M

Fernanda Cerqueira |
OPERAÇÕES DE INVESTIMENTO EM CURSO SOMAM OS €3.500M

 

A confirmar-se este cenário, Portugal pode estabelecer um novo recorde de investimento imobiliário, largamente dominado por capital estrangeiro, que representa cerca de 91%, segundo a consultora.

Estes dados foram divulgados pela C&W na apresentação do seu mais recente Market Beat Portugal de julho, segundo o qual «mantém-se a atividade intensa de investimento imobiliário, acima da média dos últimos 10 anos». Aliás, Portugal teve o 4º maior retorno anual do investimento imobiliário a nível europeu no índice IPD, de 12,2%.

E o perfil dos investidores mostra-se mais arriscado este ano, face ao ano passado, de um modo geral. Segundo a C&W, aumentou o número de investidores Core+ e de Valor Acrescentado. Já as yields mantém-se em mínimos históricos, e «devem descer mais nos próximos 2 anos».

A maior operação esperada até ao final deste ano é a venda de 3 centros comerciais da Blackstone, que anunciou a sua colocação no mercado na semana passada, envolvendo um volume de investimento estimado até 900 milhões de euros. Eric van Leuven, diretor geral da C&W Portugal, avançou aos jornalistas que, a esta operação, pode somar-se ainda a venda de um portfólio de escritórios ou de outros centros comerciais sem, no entanto, avançar mais pormenores sobre estas operações.

Luís Rocha Antunes, diretor de Investimento da consultora, explica que «há muito valor para ser criado num mercado que apresenta um excelente historial de crescimento ao longo da última década», até porque «o bom comportamento do lado ocupacional imobiliário permite oferecer aos investidores excelentes oportunidades de alocação dos seus capitais». A par disso, «o crescimento da economia está a gerar um aumento generalizado da procura» nos setores comerciais.