OE alerta para falta de reforço sísmico na reabilitação

Ana Tavares |
OE alerta para falta de reforço sísmico na reabilitação

Eduardo Carvalho, coordenador da especialização Estruturas da OE, explicou à Lusa que «hoje  em dia, há uma transferência da atividade da construção nova para a reabilitação, mas essa atividade de reabilitação, se não tiver em conta a verificação da vulnerabilidade da estrutura do edifício e a sua diminuição, em termos práticos, está a aumentar o risco sísmico no país», uma situação que acredita que «parece paradoxal, mas é real», cita o Idealista.

Este responsável acredita que não é um problema fácil ou rápido de resolver, mas «não podemos é aceitar que o risco sísmico esteja a aumentar». Para a OE, é necessário criar um enquadramento regulamentar e um sistema de fiscalização desta matéria, num contexto em que o Regime Excecional de Reabilitação Urbana, em vigor desde 2014, «incentiva a reabilitação mas sem acautelar a questão da reabilitação sísmica», acredita. Por isso, «uma certificação sísmica seria o ideal».