NOVO PROJETO DE MÁRIO FERREIRA PARA GAIA EM SUSPENSO

Ana Tavares |
NOVO PROJETO DE MÁRIO FERREIRA PARA GAIA EM SUSPENSO

 

Este projeto, no qual o empresário já tinha anunciado em 2016 que iria investir 15 milhões de euros, trata-se de um hotel de charme na escarpa da Serra do Pilar, no lugar de uma antiga fábrica de cerâmica. A expetativa era que o projeto entrasse em funcionamento no final deste ano, mas a Direção Regional de Cultura do Norte chumbou o hotel pela sua «volumetria excessiva» em junho do ano passado.

Foi entretanto preparada uma nova proposta, que foi também ela chumbada por despacho de dezembro do diretor dos serviços dos Bens Culturais, noticia o Negócios. O projeto seguiu então para a Direção-Geral do Património Cultural, para ser submetido a parecer da seção de Património Arquitetónico e Arqueológico do Conselho Nacional de Cultura, que também o rejeitou no início de 2017. Depois de mais dois pareceres negativos, Mário Ferreira parou o projeto.

«Estamos desgastados por ao fim de cinco diferentes alterações do projeto e, depois da quinta, ainda não se ver a luz ao fundo do túnel», explicou ao mesmo jornal. «Achámos que seria mais interessante e produtivo ocupar o tempo e o dinheiro disponível em projetos de mais imediata concretização». O projeto deixa, assim, de ser prioritário para o empresário, que não o descarta no futuro.

A ideia de Mário Ferreira para o Wine Lodge passa por criar o primeiro hotel português com entrada pela água, uma unidade de 5 estrelas com 85 quartos e complexo residencial com 12 apartamentos.