Novo Banco quer alienar Herdade do Pinheirinho

Ana Tavares |
Novo Banco quer alienar Herdade do Pinheirinho

 

Citado pelo Negócios, o gabinete de comunicação da entidade financeira explica que «oportunamente, queremos vender este ativo». Trata-se de um projeto classificado como PIN, com componente imobiliária e turística.

A Herdade do Pinheirinho foi apresentada em 2007 pelo então ministro da Economia, Manuel Pinho. Promovido pela sociedade Pelicano, foi contestado por ocupar terrenos de área protegida.

Na altura, estava previsto um investimento de 167 milhões de euros em dois hotéis, três aldeamentos, quatro aparthotéis e moradias e campo de golfe, prometendo 2.000 novos postos de trabalho. A primeira fase do projeto deveria ficar concluída em 2009.

A gestão do projeto passaria posteriormente para o grupo hoteleiro Hyatt, aumentando o investimento total para 250 milhões de euros, mas apenas o campo de golfe foi construído, segundo o Idealista.

A partir de 2017, passaram a ser consolidadas nas contas do Novo Banco a Herdade do Pinheirinho Resort, SA e a Herdade do Pinheirinho II – Investimento Imobiliário, SA, que pertenciam à Pelicano. A promotora tinha apresentado um PER em 2015, aprovado pelos credores em 2016, que reclamavam 204 milhões de euros, 104 dos quais devidos ao Novo Banco.

 

 

 

 

Foto: Timeout