“New Deal for Real Estate” é tema central do MIPIM este ano

Ana Tavares |
“New Deal for Real Estate” é tema central do MIPIM este ano

O MIPIM arranca já na próxima semana, de 14 a 17 de março, em Cannes. O diretor deste evento de referência falou com a Vida Imobiliária, e explica que alguns destes desafios vão prender-se com «o clima político e económico global. Mais do que nunca, o MIPIM será um local onde os profissionais do setor podem discutir e debater estas questões» bem como uma boa oportunidade de networking para estabelecer novos negócios e parcerias.

A organização do evento espera este ano cerca de 23.000 participantes de 90 países diferentes, números semelhantes aos registados no ano passado. «Temos uma grande representação internacional na área de exposição, e marcam presença todos os grandes mercados europeus». Por exemplo, pela primeira vez, participam Malta e Chipre enquanto expositores. «Não temos grandes alterações em relação a nacionalidades, mas registamos vários novos expositores», nomeadamente mais americanos, do Médio Oriente e Europeus, entre os quais a AG Real Estate, Generali Real Estate, ADG Group ou a Terra Firma Capital Partners.

«À medida que a revolução tecnológica, a instabilidade geopolítica e as mudanças sociais vão influenciando o mercado dos negócios, os profissionais do imobiliário enfrentam novos desafios que os força a olhar e perceber os seus negócios de maneira diferente. Por isso decidimos que este ano o MIPIM será focado no tema “New Deal for Real Estate”», explica Filippo Rean.

Nota que «este conceito não diz respeito a uma nova forma de fazer negócios, mas sim à nova “paisagem” de desafios da indústria para os próximos anos», e enumera o crescimento da população mundial, ou o aumento da população urbana. «Como é que isto vai impactar a construção das cidades do futuro?», questiona, lembrando também para a questão energética, eventos como o Brexit, o novo governo dos EUA, ou as eleições europeias que se aproximam, bem como o impacto inevitável da digitalização, como sendo a big data, o crowdfunding, realidade virtual, entre outras.

A agenda oficial do MIPIM contará com 400 keynote speakers internacionais, que se vão focar neste “New Deal”, abordando questões como o impacto das alterações climáticas no imobiliário de determinadas partes do mundo, o Brexit ou a cooperação pública e privada.

Mercado Ibérico reforça presença

«A presença ibérica mantém-se estável este ano no MIPIM», diz Filippo Rean, «mas agora podemos ver que este mercado atrai mais interesse a nível global».

A InvestLisboa estará de volta, pelo 4º ano consecutivo, promovendo esta região, em parceria com a Sociedade Baía do Tejo, com um stand coletivo de 84m² sob a marca Lisbon/Portugal. Contam-se entre as empresas participantes neste stand a B. Prime, Castelhana, MLGTS & Associados, a PLMJ, a Habitat Invest ou a sociedade de advogados Rogério Fernandes Ferreira e Associados.

No âmbito desta participação, é também de destacar a presença do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, no dia 16 de março, numa sessão especialmente dedicada a Lisboa, “Is Lisbon the next tech city investment hot-spot?”, coorganizada pelo MIPIM e pela Vida Imobiliária através da sua nova marca editorial Iberian.Property.

«O mercado ibérico está a atrair novamente o interesse dos investidores internacionais, e isso são boas notícias para a Europa», completa o responsável.