Muda forma de cálculo do IMI dos terrenos e prédios rústicos

Ana Tavares |
Muda forma de cálculo do IMI dos terrenos e prédios rústicos

Até agora, estes ativos eram avaliados com base na produtividade e nos rendimentos líquidos que geram. O Governo pretende alterar estes critérios, e para tal vai apresentar na Assembleia de República uma proposta de reavaliação ainda este mês.

De acordo com o Negócios, que avança a notícia, o processo de revisão cadastral dos prédios rústicos deverá começar com os terrenos de maior dimensão, acima dos 50 hectares.

Nota a mesma fonte que Portugal tem 11,5 milhões de prédios rústicos, 2,5 milhões dos quais com mais de 50 hectares, e situados no sul do país.