Mota Engil ganha o concurso para a reconversão do Matadouro do Porto

Fernanda Cerqueira |
Mota Engil ganha o concurso para a reconversão do Matadouro do Porto

 

A Câmara Municipal do Porto anunciou esta terça-feira, dia 29 de maio, que o projeto de requalificação e reconversão do Matadouro foi adjudicado à Mota Engil «que se propõe cumprir todos os requisitos do anteprojeto apresentado pelo Município do Porto», refere o jornal Porto., em distribuição hoje, dia 30 de maio. As obras deverão começar ainda este ano, «dentro de meses começa a ser construído um Porto novo».

A mesma fonte revela que este projeto soma um investimento de quase 40 milhões de euros, totalmente suportado por privados.

Quanto ao projeto, a autarquia revela que ficará a cargo do arquiteto japonês Kengo Kuma, em parceria com os portugueses OODA. O arquiteto tem vários projetos de dimensão internacional, de que é exemplo o Estádio Nacional do Japão, onde vai decorrer a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

O projeto prevê a conservação de alguns dos edifícios do antigo Matadouro a par da edificação de novas estruturas. Confirmada está também a construção de uma passagem pedonal por cima da VCI para ligar o Matadouro à estação do Metro do Estádio do Dragão.

A Mota Engil fica com a exploração de grande parte do espaço pelo prazo de 30 anos. Findo esse prazo, o equipamento regressa na totalidade à CMP.

 

 

Foto: Câmara Municipal do Porto