Mercado de escritórios fecha trimestre a recuperar

Susana Correia |
Mercado de escritórios fecha trimestre a recuperar

Ao todo, foram transacionados 39.757 m² no primeiro trimestre que, não obstante o bom desempenho do mês de março, fechou com um nível de atividade 9% abaixo do trimestre homólogo de 2017.

Ainda assim, este foi um resultado fortemente impulsionado pelo bom desempenho do mercado em março, com um crescimento mensal de 110% (face aos 8.400 m² transacionados em fevereiro) e de 46% em termos homólogos anuais (comparando com os 12.117 m² negociados em março de 2017).

Nos primeiros três meses de 2017 foram fechadas 47 operações de tomada de escritórios, menos 17 que em igual período do ano transato, com o CBD e o Corredor Oeste a destacarem-se pelo maior número de operações concluídos, dez em cada uma. Em contrapartida, a Zona Secundária continua sem registar transações em 2018, destaca a Savills Aguirre Newman.

Já a área média contratada por transação aumentou de 24%, passando de 682 m² no primeiro trimestre de 2017 para 846 m² no mesmo período de 2018.

A Savills Aguirre Newman destaca ainda que toda a área contratada até ao momento em 2018 foi referente a edifícios de escritórios usados.

Olhando para a procura, o sector “TMT’s & Utilities” continua a destacar-se, sendo responsável por 27% da área contratada no trimestre.