Maior projeto de reabilitação do Porto fica “operacional” em 2020

Ana Tavares |
Maior projeto de reabilitação do Porto fica “operacional” em 2020

 

Enquanto não está concluído, o projeto vai sendo reconhecido internacionalmente, tendo agora o projeto de arquitetura da Bogle Architects sido premiado com um Louvor na categoria de “Utilização Mista” na MIPIM/The Architectural Review: Future Projects Awards 2018”.

A informação é divulgada em comunicado por esta parceria, constituída para a aquisição do empreendimento e para um investimento de 100 milhões de euros no desenvolvimento de um novo ativo que «que dará resposta ao significativo desequilíbrio entre oferta e procura no segmento da residência académica no Porto e constituirá um destino diversificado focado na habitação estudantil e segmento residencial, a que se juntarão escritórios de incubadoras tecnológicas, com uma integração total na comunidade local».

O projeto vai surgir num terreno de 78.060 m² com área de construção de 56.145 m². A CPU Architects International está a apoiar o desenvolvimento dos planos de conceito enquanto arquitetos para este projeto.

O empreendimento terá capacidade para cerca de 1.200 estudantes, 200 apartamentos residenciais, um hotel, zonas comerciais, espaço de escritórios e estacionamento, incluído no Porto Innovation District.

Para Michael Bickford, fundador e CEO da Round Hill Capital, «a Round Hill está extremamente orgulhosa pelo prémio atribuído ao nosso projeto de reabilitação urbana no Porto, concebido pela Bogle Architects. É-nos muito caro o Louvor atribuído pela The Architecture Review, especialmente num segmento com uma disputa aguerrida, com participantes de todo o mundo». Considera que «é uma conquista muito importante e que sublinha a grande qualidade deste projeto excecional e a equipa de primeira classe que nele está envolvida. Estamos muito empolgados em por no terreno este grande projeto nos próximos meses».

Ian Bogle, fundador da Bogle Architects, acrescenta que «o compromisso da Round Hill Capital com o nosso conceito e processos resultou num empreendimento fantástico e estamos muito expectantes para ver a conclusão dos primeiros edifícios em 2020. Será fascinante trabalhar no Porto e estamos muito orgulhosos por poder contribuir para o seu riquíssimo património arquitetónico».

 

 

 

Foto: Negócios