Lisboa leva a concurso 100 fogos no centro histórico

Ana Tavares |
Lisboa leva a concurso 100 fogos no centro histórico

 

Estas habitações destinam-se à população «mais carente e em risco de perda comprovada de habitação», sendo que podem concorrer «pessoas que residam nas quatro freguesias, estejam em situação de perda de habitação comprovada, e também em situação de rendimentos mais vulnerável. Poderão também aceder pessoas que tenham sido já despejadas ou saído das suas casas por não renovação de contrato nos últimos 12 meses», pode ler-se no comunicado da CML.

«Na base do lançamento deste concurso está a situação específica que se vive no centro histórico, sentindo-se os efeitos da aplicação da lei das rendas e do crescimento turístico. Esta combinação de fatores, com especial incidência nestas zonas, está a provocar a saída de moradores que ali residem há muitos anos», cita ainda o Idealista. A medida é considerada «excecional e transitória».

Estão em causa as freguesias de Santa Maria Maior, Santo António, São Vicente e Misericórdia. As candidaturas podem ser apresentadas nas juntas de freguesia respetivas, e no Centro de Atendimento ao Munícipe, no Campo Grande.