Lisboa aprova alterações do estatuto da SRU

Ana Tavares |
Lisboa aprova alterações do estatuto da SRU

 

A SRU vai passar a ser responsável por algumas das empreitadas previstas na cidade que «integram as Grandes Opções do Plano 2018-2021», segundo o documento aprovado, que refere que a empresa «está em condições privilegiadas para executar» programas como «habitação a rendas acessíveis de iniciativa pública, Escola Nova e creches B.a.B.á, Lisboa, SNS Mais Próximo e outros equipamentos sociais», além do programa “Uma Praça em Cada Bairro”.

A Direção Municipal de Projetos e Obras vai manter as suas atuais atribuições no que se refere às obras que não integrem os referidos programas. O texto prevê ainda que a alteração de estatutos contemple que «sejam revogadas as competências delegadas na área de controlo urbanístico e seja adotada uma denominação social consentânea com a redefinição de objetivos – Lisboa, SRU», cita o DV.

Conforme avançou fonte municipal à Lusa, o PS votou a favor, o vereador do PSD João Pedro Costa votou contra, bem como o CDS-PP, PCP e BE. Teresa Leal Coelho absteve-se e Assunção Cristas não votou.