Leilão de imóveis integrado na Semana da Reabilitação rendeu €9,5 milhões

Susana Correia |
Leilão de imóveis integrado na Semana da Reabilitação rendeu €9,5 milhões

Foram vendidos todos os 12 imóveis que foram a leilão, numa iniciativa realizada pela Direção-Geral do Tesouro e Finanças e que se integrou na agenda da IV Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa. 

Os imóveis foram construídos na primeira metade do século XX e localizam-se nas freguesias da Misericórdia, São Vicente e Santa Maria Maior, na zona histórica de Lisboa. O maior dos imóveis tem uma área bruta de 1.612 m2 e o mais pequeno 99 m2, correspondendo, este último, a um terreno com escombros do edifício que ruiu. O valor de licitação mais elevado era de €2,2 milhões e, além deste, apenas outro edifício tinha um valor base de licitação superior a €1 milhão. Dos restantes 9, apenas um estava acima do patamar dos €500 mil. O valor de licitação mais baixo deste lote é foi €132 mil.

A Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa termina este domingo, com o atelier lúdico para crianças ARCHIKIDZ Lisboa, que tem lugar à tarde no espaço do Capitólio. Focada em celebrar a reabilitação urbana, esta iniciativa teve início no dia 27 de março e integrou um leque variado de conferências, workshops, prémios e exposições. É coorganizada pela Vida Imobiliária e pela Promevi, recebendo desde a sua primeira edição na capital, o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e, este ano também, da EGEAC e da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. O evento é patrocinado, na categoria platina, pela Schmitt+Sohn Elevadores, Barbot, Secil, Ecociaf, PLMJ, Saint-Gobain; e na categoria ouro pelo Montepio, RU-IS, Sanitana, Grupo Sanjose, OLI, Reynaers, Hilti, A400, Avenue, Cushman & Wakefield, CBRE/Neoturis, Montepio e Luz e Som. Nos patrocínios institucionais alinham a DGTF, o IMPIC, o IHRU, o LNEC, a CPCI, a ALP, a OA, a OE e a OET; e nos apoios a APRUPP e o Centro Habitat. O Idealista é o Portal Oficial.