ISEG debate investimento imobiliário em Portugal

Ana Tavares |
ISEG debate investimento imobiliário em Portugal

Este evento contou com a presença de vários oradores especialistas em investimento imobiliário, como Pedro Fontaínhas, diretor executivo da Associação Portuguesa de Resorts, para quem «a coisa mais fácil de vender no mundo» é Portugal, um país cada vez mais olhado pelos investidores, ou por quem quer comprar uma segunda casa, pela sua segurança, sistema de saúde, competitividade das infraestruturas, cultura, pelas línguas, e pelo acolhimento. Vantagens fiscais como os “golden visa” ou o Regime de Residentes Não Habituais são também alguns dos atrativos, e «um instrumento de competitividade nacional importantíssimo», na opinião do especialista.

Hugo Santos Ferreira, secretário geral da Associação Portuguesa dos Promotores e Investidores Imobiliários, atesta esta atratividade do destino Portugal, explicando que «o interesse confirmou-se no MIPIM», pois «não foi preciso marcar reuniões, muitos interessados em vir para Portugal, grandes casas de investimento, muitas delas já a investir em Portugal» manifestaram as suas intenções junto da APPII no certame que decorreu este mês.

No que concerne o imobiliário de luxo, Hugo Santos Ferreira nota que «temos sentido que Portugal é um dos destinos elegíveis do mundo para investir», numa altura em que «o imobiliário e o turismo são hoje os dois grandes motores da economia portuguesa. O sucesso prende-se muito com a segurança, que tem sido essencial». «Exportar imobiliário é a melhor exportação, porque o estrangeiro ficou cá, consumiu e pagou impostos cá».

Na ocasião, salientou as oportunidades de investimento do alojamento local, das residências de estudantes ou ainda o mercado de escritórios, que carece de oferta numa altura de grande procura por parte de grandes empresas multinacionais. Entre as principais preocupações dos promotores estão as alterações à ei do arrendamento urbano, as Lojas Históricas, ou a revisão do regime do alojamento local, fatores que podem influenciar a confiança dos investidores.

Ricardo Guimarães, diretor da Ci, foi também orador desta sessão, e salientou, entre outras questões, também a confiança, já que «o investimento imobiliário implica um compromisso de longo prazo, a entrada no país é uma decisão complexa, e quando um investidor faz aquisição de uma segunda habitação, tem sempre em mente qual o risco se precisar de sair».

Lançada nova edição do curso “Luxury Real Estate Sales Management”

De 5 a 7 de abril decorre no ISEG a 3ª edição da formação executiva “Luxury real estate sales management”, um curso intensivo destinado a mediadores e promotores imobiliários que pretende desenvolver as competências comerciais no setor imobiliário de luxo e direcionado para clientes internacionais.

Esta nova edição do curso comprova a dinâmica deste segmento de mercado. Conta com vários especialistas como oradores, seguindo uma vertente prática muito forte, com a apresentação de vários casos práticos e roleplays, tendo coordenação científica de Helena Amaral Neto e João Carvalho das Neves, docentes no ISEG.  

Mais informações sobre o curso podem ser encontradas aqui.