Investimento em escritórios vai continuar em crescimento na Europa

Ana Tavares |
Investimento em escritórios vai continuar em crescimento na Europa

Num cenário liderado pela contínua procura por ativos seguros e expetativas moderadas de crescimento das taxas de juro a 10 anos, as yields do mercado de escritórios deverão continuar em queda, principalmente na Europa continental, segundo as previsões divulgadas em Portugal pela Worx.

A inflação deverá influenciar o mercado imobiliário especialmente por via das matérias-primas, estando previsto um aumento na ordem dos 2% nos EUA, mais de 3% no Reino Unido e 1% na Zona Euro, o que o BNP Paribas Real Estate considera uma boa notícia para o mercado de arrendamento pela hipótese que, assim, tem para crescer nos próximos anos.

Lisboa e Porto seguem esta tendência, onde a prime yield atingiu os 5,5% no 1º trimestre deste ano no segmento de escritórios. Este segmento é «muito atrativo para os investidores devido aos bons resultados alcançados pelo mercado ocupacional e continuará a sofrer pressão pela escassez de ativos de qualidade em localizações consolidadas», pode ler-se no relatório.

Para além do setor de escritórios, o setor da reabilitação urbana e hotelaria irão continuar «a exercer um enorme peso na atratividade de investimento estrangeiro», pode ainda ler-se.