Imobiliário e Turismo Português atrai enchente em Paris

Ana Tavares |
Imobiliário e Turismo Português atrai enchente em Paris

O SITTP reuniu este ano a oferta de cerca de 200 empresas numa área de exposição de 6.000 m², contou à VI Carlos Vinhas Pereira, presidente da entidade responsável pela organização, a Câmara de Comércio Franco Portuguesa.

Um resultado que vem confirmar as boas expetativas da organização, que espera ultrapassar a fasquia dos 17.000 visitantes do ano passado.

Destacando-se como um motor cada vez mais importante para a dinamização das relações económicas entre Portugal e França, o VI SITPP foi inaugurado pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

1.400 milhões de euros em vendas imobiliárias em cinco anos

Assumindo-se como a maior montra de oferta imobiliário-turística portuguesa em França, «ao longo das suas primeiras cinco edições o SITPP já potenciou mais de 1.400 milhões de euros em volume de vendas imobiliárias», revela aquele responsável.

Falando com a VI em Paris logo após a abertura das portas do SITPP 2017, o presidente da CCIFP partilhou o seu otimismo em relação à sexta edição deste certame que, diz, tem tido um papel muito importante para a atração de capital estrangeiro para Portugal e como meio de promoção do nosso país como destino de investimento junto de uma das maiores potências económicas mundiais.

Fazendo um balanço «muito positivo» das edições anteriores, Carlos Vinhas Pereira lembra que a ideia na génese do lançamento da primeira edição em 2012 não foi o regime fiscal do residente não habitual – que, aliás, ainda estava a ser preparado – mas sim porque «estávamos em plena Primavera Árabe e, no nosso entender, sendo os franceses um público que tradicionalmente investia muito no Norte de África, pensámos que era a hora de dar a conhecer todas potencialidades de Portugal junto destes e que, quando o passassem a conhecer, por certo que os Franceses se iriam interessar muito mais pelo nosso país do que pelo Norte de África».

Uma aposta que se revelou vencedora, reconhece o responsável, acrescentando que «com isto, também contribuímos bastante para atrair os tais 2 milhões de turistas franceses que temos agora em Portugal». E, sem esquecer «os quase 50.000 franceses que estão hoje a viver em Portugal utilizando o estatuto de Residente Não Habitual, boa parte dos quais também passaram por aqui».

Em todo o caso, e não obstante o sucesso e os bons resultados gerados pelo SITPP, Carlos Vinhas Pereira não tem dúvidas que «a melhor publicidade para atrair mais franceses para Portugal é, sem dúvida, a partilha das boas experiências dos seus cocidadãos que já lá vivem. E, também nisso estamos a conquistar pontos».

Oiça a Flash Interview da Vida Imobiliária a Carlos Vinhas Pereira em Paris aqui

SoundCloud cookie policyCookie policy