Iberostar entra em Portugal e começa por Lisboa

Ana Tavares |
Iberostar entra em Portugal e começa por Lisboa

 

Este novo hotel integra a nova estratégia do grupo: «os hotéis urbanos são a nova aposta da Iberostar», explica Inmaculada Muñoz, diretora do Iberostar Lisboa, que aponta como primeiros destinos onde a cadeia vai gerir hotéis urbanos Madrid, Barcelona ou Miami.

Resultado de um investimento de 35 milhões de euros, por parte do proprietário do hotel, este será apenas o primeiro Iberostar português, «esperamos que haja muitos mais em Portugal», notou a responsável durante uma apresentação do hotel à imprensa, notando, no entanto, que «ainda não há novos projetos em concreto».

Luís Garcia, diretor comercial desta nova unidade, explica que o Iberostar Lisboa, aberto desde 11 de outubro, conta com 166 quartos, duas piscinas, restaurante, lobby bar, spa ou salas de eventos até 270 pessoas.

Está vocacionado para receber famílias ou executivos, e para os mercados de lazer, city break, ou de eventos, e quer ser «bom também para quem está e vive em Lisboa, não só para os hóspedes».

O hotel foi projetado pelo Atelier Capinha Lopes, e a sua decoração, de Renata Laranjo da Silverfield, foca-se «na alma de Lisboa». Foram privilegiados os materiais portugueses.  

Com preços a partir dos 140 euros, em termos de mercados, por agora o espanhol é o que mais pesa na ocupação de 75% a 80% que o hotel tem registado, até porque é um mercado «muito conhecedor da marca». Segue-se o mercado português, do Reino Unido, USA, França, Alemanha ou Brasil.

«Temos expetativas muito boas a longo prazo» no que toca o momento turístico em Portugal, explicou Luís Garcia, que admite manter uma ocupação de 75% nos próximos meses.