Hotelaria angolana deve baixar preços para aumentar ocupação

Ana Tavares |
Hotelaria angolana deve baixar preços para aumentar ocupação

Este responsável falava à margem do primeiro curso para directores e gestores de hotéis das províncias do Moxico, Benguela, Malanje, Cuanza Norte, Huíla e Luanda. Na ocasião destacou que vários hotéis do país registam atualmente taxas de ocupação entre os 5% e os 15%, que devem idealmente chegar, pelo menos, aos 50%.  Segundo o mesmo, a AHRA vai procurar encontrar um ponto de equilíbrio a fim de baixar os preços para ajustá-los à realidade do país, cita a Macauhub.

No entanto, para que os proprietários possam baixar os preços, é preciso que os custos associados ao fornecimento de energia e água baixem, bem como os impostos sobre o sector, defende Ramiro Barreira.

Actualmente, a hotelaria contribui com 0,65% para o PIB angolano. Com o objectivo de aumentar este contributo, o Ministério da Hotelaria e Turismo de Angola tem em curso um plano para aumentar o número de turistas para os 4,6 milhões até 2020.