Fundo Discovery investe 45 milhões em cinco novos hotéis

Susana Correia |
Fundo Discovery investe 45 milhões em cinco novos hotéis

Sem revelar pormenores sobre os novos projetos, que ainda estão a ser estudados, o fundo imobiliário que gere a marca Discovery Hotel Management (DHM) planeia juntar ao seu portfólio duas novas unidades nos Açores, mais concretamente uma em Ponta Delgada e outra na ilha Terceira, e um hotel em Albufeira (Algarve), outro em Évora (Alentejo) e um em Sesimbra (região de Lisboa).

A informação foi avançada pelo diretor geral da DHM, Francisco Moser, ao Dinheiro Vivo. Segundo o responsável, em Ponta Delgada o plano passa por recuperar um hotel situado a paredes-meias com o Azor, nos espaços das galerias comerciais Pêro de Teive, e que irá criar 109 novos quartos à oferta da ilha de São Miguel. Na ilha Terceira, está neste momento a ser estudada a reabertura do Hotel Terra do Mar. Simultaneamente, o grupo está a estudar a viabilidade do Ocean Villas, um complexo turístico com 300 quartos já existente em Albufeira. Mais acima, em Évora, o plano é reabrir o empreendimento Perdiganito, com 77 unidades de alojamento. Já em Sesimbra, pretendem recuperar o Sesimbra Bay, entregando depois a sua gestão a terceiros.

Os planos de crescimento da DHM contemplam ainda a remodelação de mais três unidades hoteleiras em carteira: o Monte Real – Hotel, Termas e Spa, em Monte Real, o Palácio da Lousã – Boutique Hotel, na Lousã, e o Alpinus Hotel, em Albufeira, alguns dos quais serão também explorados por outras marcas. «Estamos em conversações com marcas internacionais bem conhecidas que irão trazer mais valor aos ativos», disse Francisco Moser, sublinhando que o objetivo é «posicioná-los num patamar mais elevado».

Tendo atualmente sob gestão 15 unidades em Portugal, no ano passado a DHM obteve 38 milhões de euros em receitas, num crescimento de 27% face a 2016. Já a taxa média de ocupação foi de 71%, com o preço médio a crescer 23%, de 68 € para 84€.