Freeport investe €20M para continuar a crescer

Ana Tavares |
Freeport investe €20M para continuar a crescer

 

Foram criadas 35 novas lojas, 10 das quais de restauração, aumentando o número total de espaços para 130. Entre as novidades estão a Furla, Elisabetta Franchi, Tous, Timberland, Calvin Klein Jeans e Underwear ou Tumi, «respondendo às solicitações comerciais existentes e que não eram possíveis de satisfazer por falta de capacidade e de área comercializável, agora ajustada para 31.385m²», pode ler-se em comunicado do Freeport. Foram criados 170 novos postos de trabalho.

As novas lojas resultam da reformulação total deste centro comercial. Mais de 80% das novas unidades já estão ocupadas.

Algumas das novas marcas escolheram o Freeport para abrir a sua primeira loja outlet em Portugal, seguindo o exemplo da Coach, Hackett, Swarovski ou Vans, já presentes no centro.

A aposta do centro passou também pelo reforço do serviço disponibilizado pelo outlet e pela renovação dos espaços públicos de todo o centro, com destaque para a entrada principal, a Praça dos Sabores, a Praça do Elétrico, a Praça Central ou a Nova Área Norte. Estiveram envolvidos mais de 100 profissionais neste reformulação, nomeadamente das empresas JRDV ou Stanec.

Nuno Oliveira, diretor geral do Freeport Lisboa Fashion Outlet, resume que «a reformulação do centro teve por objetivo torná-lo no melhor destino de compras de moda em Lisboa». Acredita que «o centro está mais do que nunca acolhedor e agradável, sendo a reformulação arquitetónica e a profunda intervenção dos espaços comuns o mais evidente, mas às quais se junta um investimento muito expressivo na sofisticação do serviço prestado aos nossos visitantes, permitindo a melhor experiencia de compra».

E completa que «a estratégia de reforço comercial resultou num mix de marcas incomparável e que posiciona o centro como uma das mais importantes referências de shopping de moda em Portugal».