Escritórios confirmam dinamismo com mais transações e ocupação líquida

Ana Tavares |
Escritórios confirmam dinamismo com mais transações e ocupação líquida

 

Além disso, o número de operações concluídas até outubro atingiu os 218 negócios, mais 35% que em igual período do ano passado. E a absorção líquida, que resulta da expansão de área ou entrada de novas empresas no mercado, soma os 67.679m², mais 19,3% que o registado no ano passado.

Estes números do mais recente Office Flashpoint da JLL confirmam o dinamismo deste mercado, sendo que só a consultora garantiu uma quota de 35% da área colocada no acumulado deste ano.

Mariana Rosa, diretora do departamento de Office Agency da JLL, destaca que «a atividade no mercado de Lisboa está a evoluir favoravelmente, e tudo indica que 2017 possa encerrar com um valor acima de 2016. Além disso, é importante olhar para a componente líquida da absorção, que exclui operações de mudança de escritório e que apenas considera as operações que correspondem à tomada adicional de área, que este ano está a crescer a um ritmo superior ao da absorção total».

Só em outubro, foram concluídas 19 operações, com 11.833m² colocados, 48% abaixo do mês anterior, e 5% abaixo do mês homólogo. Registaram-se 3 operações com áreas superiores a 1.000m², e mais de 60% da área tomada diz respeito a absorção líquida. A responsável explica que «é preciso ter em conta que outubro sucedeu a um setembro excecionalmente ativo, e que foi o melhor mês de 2017 em termos de performance».