Empresas tomam mais de 38.000m² de escritórios até março

Ana Tavares |
Empresas tomam mais de 38.000m² de escritórios até março

Nestes três meses, foram registadas 52 operações, maioritariamente motivadas pela mudança de edifício, sendo que as zonas com maior volume de absorção foram o Corredor Oeste, onde foram colocados 12.830m² e o Prime CBD, com 10.591m². A zona histórica da cidade destacou-se pelo maior aumento do take-up deste período, consequência do maior dinamismo da zona ribeirinha da cidade.

Segundo o relatório WACTION, divulgado pelo departamento de Research & Consulting da Worx, esta performance mostra «o dinamismo já sentido ao longo de 2016» no mercado. Neste trimestre destacam-se o setor das Farmacêuticas e Saúde, com uma área tomada de 8.700m², das Consultoras e Advogados, com 7.500m² tomados, ou os Serviços Financeiros, com 7.000m².

Pedro Salema Garção, Head of Agency da Worx, comenta que «apesar da dinâmica que é verificada no mercado, é importante salientar que muitas das operações já estavam previstas desde do ano anterior, sendo que as nossas previsões de absorção do mercado para este ano conduzem a valores idênticos aos observados em 2016. No que diz respeito à escassez de oferta, é de esperar que o início do desenvolvimento de novos projetos em 2018 venha contribuir para a inversão desta tendência a médio/longo prazo», explica em comunicado de imprensa.