Empresas consideram que coworking tem relação custo/benefício vantajosa

Ana Tavares |
Empresas consideram que coworking tem relação custo/benefício vantajosa

 

O estudo foi conduzido pela Social Data Labs em parceria com a GdK, encomendado pelo departamento de Investigação e Desenvolvimento do Avila Spaces. Baseou-se num inquérito de duas questões feitas a um universo de 469 empresas nacionais de todas as regiões do país, nomeadamente “Já ouviu falar de centros de escritórios com espaços partilhados, onde trabalham várias empresas ao mesmo tempo, chamados espaços de coworking?” e “Tanto quanto sabe, acha que estes espaços têm uma relação de custo/benefício vantajosa para as empresas ou profissionais que as utilizam ou acha que não têm grandes vantagens?”.

À primeira questão, 64% dos inquiridos responderam afirmativamente, e 62% concordaram com a segunda. Estas conclusões complementam uma das principais conclusões do Barómetro de Tendências de Trabalho para 2018 , segundo o qual 82,1% dos inquiridos vão usar pelo menos um destes modelos este ano: escritório virtual, coworking ou teletrabalho.

Carlos Gonçalves, CEO do Avila Spaces, nota que «o Avila abriu o seu primeiro espaço de trabalho partilhado há dez anos, numa altura em que o coworking era desconhecido da grande maioria das empresas portuguesas. Numa altura em que estes novos modelos de trabalho têm uma procura crescente, julgamos que é importante perceber qual a perceção que o mercado tem destes modelos».