Empresas chinesas “de olho” na COBA

Ana Tavares |
Empresas chinesas “de olho” na COBA

 

Além das duas empresas chinesas, também a norueguesa NorConsulta estará interessada na compra de 70% da empresa, actualmente detidos pelo consórcio. O restante capital está repartido pelos fundadores da empresa, segundo a Macauhub.

A COBA facturou 40 milhões de euros em 2016, registando um lucro de 6 milhões de euros nesse ano, procedente maioritariamente de mercados como Angola, Argélia, Colômbia ou Peru.