Cresce o número de edifícios licenciados e concluídos em 2017

Ana Tavares |
Cresce o número de edifícios licenciados e concluídos em 2017

 

No 4º trimestre do ano passado, foram licenciados 4.300 edifícios em Portugal, menos 2,4% que em igual período de 2016. Do total de edifícios licenciados, 68,2% dizem respeito a construção nova, 71,2% das quais habitação familiar, num total de 3.500 fogos. As obras licenciadas para construções novas cresceram 2% face ao período homólogo, enquanto que as de reabilitação caíram 12,4%.

Os Açores, a Área Metropolitana de Lisboa e o Norte registaram as maiores variações no total de edifícios licenciados em termos homólogos, subidas de 15%, 11,8% e 3,2%, respetivamente. Por oposição, esta percentagem caiu 21% na Madeira. Os Açores registaram também a variação positiva mais elevada no que concerne o licenciamento para reabilitação (13,9%).

Por outro lado, neste trimestre, o número total de edifícios concluídos subiu 19,6% para os 3.400 edifícios, 71,2% dos quais construção nova e 67,3% habitação familiar. As obras concluídas de construção nova aumentaram 23,4%, e as obras de reabilitação 10,9%.

Os números agora publicados pelo INE mostram que, na última década, o número de edifícios licenciados reduziu-se em cerca de 20.500 edifícios, uma diminuição de 52,6% face aos 39.000 edifícios licenciados em 2008. De 2013 a 2017 a redução nos licenciamentos foi de 43,1%, menos 62.500 edifícios licenciados.

Entre 2008 e 2017 foram concluídos menos edifícios, numa redução de 69,4%, correspondendo a menos 28.300 edifícios. Na 2ª metade da década, impulsionada pelo pico de 2013 de -27%, a redução de obras licenciadas foi de 58,4%, menos 88.700 edifícios concluídos.