Craveiral Farmhouse é o novo turismo de €5,5M de Odemira

Ana Tavares |
Craveiral Farmhouse é o novo turismo de €5,5M de Odemira

 

A 12 km da Zambujeira do Mar, numa área protegida da rede Natura 2000, este projeto recria uma aldeia alentejana com 38 casas, com piscinas interiores e exteriores, restaurante, centro de interpretação da natureza, estábulos, pomar ou horta com produção de permacultura.

É uma iniciativa de três sócios portugueses, Pedro Franca Pinto, João Canilho e Luís Kapinha, que preveem ter 100% de ocupação na época alta este ano. Os preços variam entre os 130 euros em época baixa e os 500 euros em época alta, e 50% dos hóspedes deverão ser estrangeiros.

Em entrevista ao Expresso, Pedro Franca Pinto explica que «vamos ter diversas atividades o ano inteiro, desde passeios na rota vicentina que atraem os mercados do norte da Europa. Mas também recebemos pessoas com cavalos, temos burros, cabras ou galinhas poedeiras para as pessoas participarem nas atividades da quinta. Temos uma oferta integrada e com conteúdo para os hóspedes estarem ocupados».

Este projeto distingue-se também pela sua vertente ecológica, já que a construção ocupa apenas 4% dos 9 hectares de terreno, que inclui centenas de árvores e plantas autóctones. A água da chuva é também reutilizada.

O investimento é comparticipado em 2,5 milhões de euros por fundos Compete, do Portugal 2020. Pedro Franca Pinto explica que «neste momento, o Craveiral é o maior investimento privado do concelho de Odemira, e o licenciamento correu bem porque se percebeu que isto não era um projeto de especulação mas com alma, e que vai gerar impacto no concelho em termos económicos».