Construção em Portugal cresce, mas abaixo da média da Zona Euro

Fernanda Cerqueira |
Construção em Portugal cresce, mas abaixo da média da Zona Euro

Os números constam do índice de Produção da Construção apresentado pelo Eurostat, que assinala a evolução positiva do setor da construção depois dos últimos anos de recessão.

Em fevereiro, a Zona Euro registou uma variação trimestral positiva de 7,1% face ao período homólogo de 2016 e em termos de variação mensal, fevereiro verificou um crescimento de 6,9%.

Portugal registou um crescimento mais lento, ainda assim muito positivo. De acordo com aquele Índice, o sector da construção passou de um índice de produção negativo, em termos homólogos de 2,6% em setembro da 2016, para uma taxa de crescimento positiva de 3%, assinalada em Fevereiro de 2017.

Observando os vários indicadores, em fevereiro, a produção do setor no segmento de edifícios em Portugal situou-se nos 5,9%, praticamente em linha com os 6,2% da zona Euro, mas nas obras públicas Portugal teve uma quebra de 1,4%.

Em comunicado Manuel Reis Campos, Presidente da Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário – CPCI reconhece que «o setor está a atravessar um momento mais positivo» fruto da «dinâmica do investimento privado e, em particular, do mercado imobiliário». Ainda assim, «continua atrás do que se passa na generalidade da Europa em matéria de investimento público», refere. O presidente da CPCI acredita que «os indicadores continuarão a ser positivos» sublinhado, no entanto, que «é essencial colocar no terreno estes programas para que se possa ganhar uma outra escala, colmatando mais rapidamente o espaço que ainda nos separa da restante Europa».