Conselho Superior de Obras Públicas arranca em janeiro

Ana Tavares |
Conselho Superior de Obras Públicas arranca em janeiro

O governante avançou em Lisboa, durante o ciclo de conferências comemorativo do 153º aniversário do DN, que o grupo de trabalho terá de emitir um parecer vinculativo e obrigatório, ao contrário do que aconteceu anteriormente, aquando daa criação de uma estrutura deste género. O Conselho terá como principal função «desenhar a próxima década de investimentos», preparando a sociedade «para os investimentos do Portugal 2030».

O novo organismo será constituído por representantes do Conselho Económico e Social, ordens profissionais, universidades, regiões de áreas metropolitanas ou associações ambientais, entre outras, escreve o Construir.