Centralidades do Bengo começam a ser comercializadas

Ana Tavares |
Centralidades do Bengo começam a ser comercializadas

Esta centralidade tem já disponíveis 3.400 habitações para venda. A par do Capari, a centralidade do KM 44, também no Bengo, tem 1.900 habitações T3 em venda, as únicas que já têm infra-estruturas externas parcialmente executadas, segundo a Angop.

De acordo com Mário Guerra, responsável da Imogestin que falava no final de uma visita da ministra do Urbanismo e Habitação à centralidade do Capari, não existem limites de idade na venda das frações, mas uma quota de 30% está reservada a jovens.

A centralidade do KM 44, por seu lado, tem uma quota de 40% para a função pública, de 30% para venda livre e de 30% para venda dirigida. Terá capacidade para até 13.448 habitantes.