Câmara de Lisboa encaixa € 9,3 milhões com a última hasta pública

Susana Correia |
Câmara de Lisboa encaixa € 9,3 milhões com a última hasta pública

Em nota enviada à Lusa, o diretor municipal de Gestão Patrimonial informou que, na hasta pública realizada no edifício da autarquia no Campo Grande, «apresentaram-se 17 entidades, todas portuguesas, sendo cinco particulares e 12 empresas».

Para venda, foram colocados em hasta sete parcelas de terreno para construção e cinco frações autónomas para uso não residencial. No final da sessão ficaram por vender quatro dos lotes ou parcelas para construção, para os quais não foram oferecidas propostas.

Ao todo estavam para venda sete parcelas de terreno para construção e cinco frações autónomas para uso não residencial. No final da sessão, restaram quatro lotes ou parcelas de terreno para construção (dois em Belém e outros dois no Lumiar), para os quais não foram oferecidas propostas.

As cinco frações autónomas vendidas localizam-se nas freguesias de Santa Maria Maior (Residências do Martim Moniz e Rua Áurea), do Lumiar (Rua Bento Jesus Caraça) e da Misericórdia (Rua do Vale). Quanto ás parcelas de terreno alienadas, localizam-se em Belém (Rua Horta e Silva), no Parque das Nações (Ria Conselheiro Lopo Vaz) e em Santa Maria Maior (Rua Áurea).