Angola aprova 3 novos contratos públicos com empresas portuguesas

Ana Tavares |
Angola aprova 3 novos contratos públicos com empresas portuguesas

Os despachos presidenciais de 30 de Março, aos quais a Lusa teve acesso, mostram que a decisão resulta da «necessidade de se garantir a continuidade da execução» dos projectos, e que devem ser inseridos na Linha de Crédito Angola-Portugal, com recurso ao seguro COSEC.

De acordo com o Negócios, um dos contratos envolve a construção da ponte sobre o rio Mbridge, no Zaire, pela Conduril – Construtora Duriensa SA, por cerca de 110 milhões de dólares. Inclui-se também a obra de reabilitação de 86km da Estrada Nacional 230 no troço Muriege/Chiluage, na Lunda Sul, pela Talhabel, por 28,7 milhões de dólares, ou a reabilitação de 93km da Estrada Nacional 103 no troço Bibala/Caitou/Camucuio, no Namibe, por 26,6 milhões de dólares, a executar pela mesma empresa.

A inserção destas obras na COSEC fica dependente do aval do Governo português, que garante esta linha.