ALMADA APRESENTA PROJETO DE REQUALIFICAÇÃO DO CAIS DO GINJAL

Ana Tavares |
ALMADA APRESENTA PROJETO DE REQUALIFICAÇÃO DO CAIS DO GINJAL

 

O plano foi apresentado esta semana pelo autarca, Joaquim Judas. Trata-se de uma área abrangida de 8 hectares, e prevê a criação de uma nova área de construção urbana, 330 novos fogos habitacionais e um silo automóvel com capacidade para 500 lugares, bem como a regeneração de 1km de frente de rio, incluindo a reabilitação dos antigos armazéns junto ao rio, o aumento do espaço de passeio público, da circulação pedonal e a recuperação e ampliação do cais.

A antiga fábrica de óleo de fígado de bacalhau da zona deverá transformar-se numa nova unidade hoteleira. O projeto de arquitetura é de Samuel Torres de Carvalho.

No total, este projeto prevê 44.152m² de nova habitação, 98.700m² de nova construção, 15.029m² para comércio e serviços e 693 novos habitantes.

De acordo com o edil de Almada, «temos consciência que se trata de um plano de pormenor de uma área de grande centralidade na Área Metropolitana de Lisboa (AML), frontal à Praça do Comércio, muito voltada para quem nos procura, do estrangeiro e de Lisboa», cita o Público.

Segundo a autarquia, o início desta empreitada depende da procura imobiliária, mas a sua conclusão deverá acontecer dentro de 10 anos.

A promoção estará a cargo do grupo madeirense AFA, que adquiriu os terrenos ao antigo proprietário.

A discussão pública prolonga-se até janeiro de 2018.

 

 

 

Foto: Público/Miguel Dantes