Radisson avalia investimento em 5 novos hotéis em Angola

Ana Tavares |
Radisson avalia investimento em 5 novos hotéis em Angola

A informação foi avançada recentemente pelo director do departamento de desenvolvimento na África Subsaariana, Erwan Garnier, que falava à margem do Fórum Mundial do Turismo, que decorreu em Luanda de 23 a 25 de Maio. Segundo o responsável, Angola inclui-se num grupo de 8 países considerados prioritários para o grupo, nos quais vai investir em 50 novos hotéis, a partir de 2022.

Segundo a Macauhub e a Turisver, as novas unidades podem juntar-se às mais de 100 que o grupo tem em 32 países africanos. Em Angola, o foco será Luanda, «por ser a capital do país», nomeadamente a Marginal, a Ilha ou Talatona, seguida por Cabinda, Benguela ou Namibe.

Também o Aleph Hospitality e a Kasada Capital Management manifestaram o seu interesse em fazer investimentos de longo prazo, a 30 e 40 anos, no país, mas pediram maiores garantias de segurança no sector no país.