Jovens apelam à conclusão da centralidade de Ondjiva

Ana Tavares |
Jovens apelam à conclusão da centralidade de Ondjiva

As crescentes necessidades de habitação da região e do país motivam o pedido do arranque deste projecto, numa altura em que quase todas as capitais de província de Angola têm novas centralidades concluídas.

A escassez de habitação agrava-se pelo facto de a administração de Ondjiva não ter terrenos para distribuir, no âmbito do programa de autoconstrução dirigida, há mais de três anos.

De acordo com o vice-governador para o sector Técnico e Infra-Estruturas da província, Édio Gentil José, citado pelo Jornal de Angola, as obras da centralidade podem começar ainda no primeiro semestre deste ano. No início de abril, o responsável avançava que poderão começar a ser construídos 200 apartamentos T3 ainda este ano.