Governo quer que 80% da população de Luanda use transportes públicos

Ana Tavares |
Governo quer que 80% da população de Luanda use transportes públicos

Segundo a informação disponibilizada hoje pelo Ministério do Ordenamento do Território e Habitação de Angola, para o efeito, serão necessários 1.800 novos autocarros para responder à procura e para garantir um «acesso conveniente» ao transporte público. Além disso, até 2030 será necessária a construção de 207 quilómetros de linha férrea de sistemas agregados e 317 quilómetros parcialmente segregados, além de um reforço de 400% no número de carros.

Os estudos do novo Plano Director Geral Metropolitano de Luanda preveem ainda novas linhas para o transporte marítimo de passageiros em catamarãs, corredores ferroviários, ou um metro ligeiro de superfície para a província, segundo a Macauhub.

Citada pela agência Lusa, Neusa Inglês, engenheira responsável técnica deste ministério, que falava na 1ª Conferência Internacional sobre Mobilidade, explicou que o novo Plano Director Geral Metropolitano de Luanda prevê «mais de 5 milhões de deslocações diárias» em transportes públicos formais e integrados.

Foto: Expresso