Angola encerra o ano com recessão de 0,4%

Ana Tavares |
Angola encerra o ano com recessão de 0,4%

 

A previsão é feita pela consultora Focus Economics, na previsão para a África Subsariana, segundo a qual «a economia continuou numa forte recessão no segundo trimestre, com o Produto Interno Bruto (PIB) a contrair-se 7,4% em termos anuais, uma acentuada deterioração face aos resultados do primeiro trimestre (-4,7% face ao período homólogo)», cita o Observador.

Segundo os analistas, «o declínio da produção petrolífera pesou na importantíssima extração de petróleo e setor da refinação, que por sua vez tirou uma parte do crescimento das exportações». Além disso, «a produção petrolífera voltou a derrapar no terceiro trimestre, enquanto uma desvalorização sustentada do kwanza e uma inflação elevada pesaram no poder de compra».

O apoio do FMI e o aumento do preço do petróleo, bem como o empréstimo de 2.000 milhões de dólares do China’s Development Bank, podem «pôr a economia de Angola no caminho certo», mas alertam para a crescente dívida externa e para a desvalorização da moeda angolana, o kwanza.