Algarve

Volume de negócios da hotelaria do Algarve sobe 2,3% em outubro

Ana Tavares |
Volume de negócios da hotelaria do Algarve sobe 2,3% em outubro

O mês de outubro foi de recuperação para o setor da hotelaria do Algarve, que registou um volume de vendas 2,3% acima do registado em outubro de 2019, e 157% acima de outubro de 2020.

Os números foram partilhados nas estatísticas da AHETA, que salienta que 28,8% das vendas foram efetuadas através de operadores turísticos tradicionais, que compara com os 46,8% de 2019, e que «as vendas efetuadas através de plataformas online não incluem o pagamento das respetivas comissões, o que influencia o aumento homólogo do volume de vendas e, por essa via, os preços praticados».

Nesse mês, a taxa de ocupação global média por quarto foi de 60,5%, 31,2% acima de outubro de 2020, mas ainda 15,5% abaixo do registado em 2019.

Em outubro, o mercado nacional registou um aumento de 34,8% na ocupação, e o externo desceu 21,7%, face a outubro de 2019.

Desde o início do ano, a ocupação por quarto registou uma descida média de -50%, e o volume de vendas de -41,3%, face a igual período de 2019.

Por zonas geográficas, e face a outubro de 2019, as maiores descidas da ocupação verificaram-se em Albufeira (‑26,0%), Faro / Olhão (-19,3%) e Carvoeiro / Armação de Pêra (-17,7%).