Mediação Imobiliária

Vendas da Era somam os €1.700M em 2021

Ana Tavares |
Vendas da Era somam os €1.700M em 2021
Rui Torgal

A Era Imobiliária intermediou a venda de cerca de 10.600 imóveis no ano passado, mais 20% que no ano anterior, que representam um valor de 1.700 milhões de euros, o maior registado nos últimos três anos.

A faturação da rede somou os 83,5 milhões de euros em comissões de mediação imobiliária, mais 30% que em 2020, sendo que novembro foi o terceiro melhor mês de sempre da Era, com uma faturação de 8,4 milhões de euros.

O preço médio dos imóveis vendidos fixou-se nos 152.800 euros, mais 12% que no ano anterior, segundo a rede «alinhado com os valores de mercado».

Em 2021, as agências Era angariaram mais de 26.000 imóveis, numa média de 70 imóveis angariados por a cada dia. A rede foi procurada por 285.000 novos clientes compradores e 75.000 clientes vendedores.

Rui Torgal, CEO da Era Portugal, comenta em comunicado que «a trajetória dos nossos resultados ao longo de 2021 mostra claramente que caminhamos na direção de uma total retoma do setor imobiliário, sendo que, em novembro, atingimos mesmo o terceiro melhor mês de faturação de sempre da rede. Este momento coincidiu com o lançamento da Campanha de Marketing Garantia ERA, que gerou muitos pedidos de informação e atraiu bastantes clientes às nossas agências, motivados pelo interesse num produto que apenas a Era oferece no mercado de casas usadas, e de forma gratuita».

O responsável garante que «os nossos resultados são fruto de um trabalho contínuo, persistente e profissional por parte de toda a equipa, bem como da nossa aposta constante em inovar e trazer as melhores soluções àqueles que nos distinguem com a sua preferência num momento tão importante como a compra de uma casa».

Rui Torgal completa ainda que «no ano passado, o mercado continuou a captar um significativo interesse de clientes e investidores estrangeiros, o que impulsionou a um forte dinamismo. Em 2021 também consolidámos a nossa contínua aposta em marketing, tecnologia, inovação e empreendedorismo, bem como no setor dos recursos humanos e da construção, de forma a nos mantermos sempre em crescimento e evolução. Apesar das adversidades, podemos falar num bom desempenho por parte da Era e do setor imobiliário português em 2021 e estamos bastante otimistas quanto ao futuro».