Crédito

Subida dos juros não impede aumento do crédito em maio

Felipe Ribeiro |
Subida dos juros não impede aumento do crédito em maio

O crédito à habitação continua a aumentar progressivamente, de acordo com o Banco de Portugal. Somente no mês de maio, os bancos concederam 2297 milhões de euros de novos empréstimos aos particulares, o que corresponde a mais de 381 milhões do que no mês passado.

Ainda que se tenha registado uma subida dos juros, o crédito para a compra de habitação continua a aumentar de forma considerável: em maio, os bancos forneceram 1.519 milhões de euros às famílias para a aquisição de casa, uma subida de 15% em termos homólogos relativamente a abril. Já o crédito ao consumo aumentou para 551 milhões de euros, e o crédito para outros fins ascendeu a 227 milhões de euros.

Os financiamentos para a compra de casa aumentaram assim num mês onde a taxa de juro média das novas operações acelerou para 1,26%, o valor mais elevado desde julho de 2019, de acordo com o Banco de Portugal. Em abril tinha registado 1,07%. A taxa de juro média dos novos empréstimos ao consumo foi de 7,67%.

No quinto mês do ano, os bancos financiaram as famílias em 2.130 milhões de euros, em termos totais. No que às empresas diz respeito, o montante de novos empréstimos aumentou 22% no mês de maio, um total de 2.130 milhões de euros.