Mediação Imobiliária

Remax registou 31,7 milhões de visitas em 2020

Ana Tavares |
Remax registou 31,7 milhões de visitas em 2020

31,7 milhões, foi este o número de visitas que o website da Remax Portugal registou em 2020, numa média mensal de 2,6 milhões de visitas. Trata-se de um aumento de 14% face a 2019, e faz do site da Remax o mais visitado no país.

Em setembro, a imobiliária lançou um novo website com novo sistema de geolocalização, que permite visitar de forma virtual mais de 20.000 imóveis. Este foi o mês recorde de visitas, com 3,1 milhões registadas, mais 28% face a igual mês de 2019. Adicionalmente, a Remax Portugal recebeu mais de 591.000 contactos de clientes registados no seu sistema.

Este novo website foi considerado “Produto do Ano” 2021, na categoria “Plataformas Informáticas”, o maior prémio mundial que distingue os produtos que se destacam pela inovação com voto direto dos consumidores.

Beatriz Rubio, CEO da Remax Portugal, comenta em comunicado que «este número recorde registado em 2020 nas visitas ao nosso site vem demonstrar a forte aposta que fizemos ao longo dos anos na utilização de ferramentas digitais inovadoras, que nos permite ter a liderança, também no online. A página da Remax serve de primeiro ponto de contacto com a nossa oferta, pelo que nos compete assegurar que remax.pt permita a melhor experiência de navegação a todos aqueles que nos visitam, garantindo o acesso a uma oferta de qualidade da forma mais célere, simples e eficaz».

E acrescenta que «numa fase de pandemia como esta que atravessamos, tem sido importante para o mercado imobiliário ter como aliado a tecnologia. No caso, por exemplo, das visitas virtuais e vídeo visitas, que na Remax já eram uma ferramenta de uso diário, mas hoje fundamentais, uma vez que possibilita uma triagem das visitas que um cliente comprador quer realmente fazer e assim reduzir as visitas presenciais desnecessárias. Desta forma, sai assim reforçada a transparência de todo o processo, trazendo uma maior eficiência e produtividade para todos, quer sejam eles consultores, que clientes».