Escritórios

Porto: TMT’s & Utilities agilizam crescimento do mercado de escritórios

Felipe Ribeiro |
Porto: TMT’s & Utilities agilizam crescimento do mercado de escritórios

O relatório OnOffice, realizado pela Predibisa, analisou o primeiro semestre de 2022 no que diz respeito ao mercado de escritórios do Porto e Grande Porto. As empresas do setor das TMT’s & Utilities, motivadas pela necessidade de mudança de instalações e expansão de área para espaços superiores a 500 metros quadrados, agilizaram o crescimento do mercado de escritórios, na região do Grande Porto.

O Central Business District (CBD) da Baixa e da Boavista, bem como Matosinhos, foram algumas das zonas onde este crescimento esteve bem patente – ao longo do último trimestre com um aumento de 50% no total de operações registadas (35 no total) e um crescimento de 100% no volume de área contratada (30.287 metros quadrados).

Para João Leite de Castro, diretor do departamento “corporate” da Predibisa, «apesar da conjuntura atual e depois de dois anos extremamente desafiantes (2020-2021) assistimos agora ao aumento de área colocada; número de operações realizadas e área de superfície média contratualizada, face ao período homólogo, o que nos faz perspetivar um ritmo de recuperação positivo para o segundo semestre de 2022 na cidade do Porto».

O ritmo de procura e a rápida absorção é impulsionado por esta dinâmica na construção de novos projetos e na reabilitação de espaços de escritórios. Assim, valoriza-se cada vez mais o investimento em zonas estratégicas: «verificamos que estes novos projetos, quer pela sua eficiência, quer pela sua sustentabilidade e dimensão, serão uma mais-valia na cidade do Porto, enquanto “destino” empresarial, sobretudo no sector de TMT’s & Utilities, que continua a expandir-se com 46% da área total colocada (14.050) comparativamente a outros sectores, como os “Serviços a Empresas” (7.165), os “Serviços Financeiros” (4.347) e as empresas ligadas ao sector “Outros Serviços” (2.634)».