Construção

Novos licenciamentos descem 3,9% até julho

Ana Tavares |
Novos licenciamentos descem 3,9% até julho

De acordo com a Síntese Estatística da Habitação, agora divulgada pela AICCOPN, assistiu-se a uma quebra menos intensa deste indicador nos meses de junho e julho, face aos meses anteriores, o que contribuiu para uma recuperação dos números e atenuação da descida homóloga no período acumulado.

Até julho, o licenciamento de novos fogos em construções novas subiu 4,4% face a 2019, num total de 13.456 habitações. Só na Área Metropolitana de Lisboa, foram licenciados 4.911 fogos em construções novas nos 12 meses terminados em julho, menos 2,8% face aos 5.051 alojamentos licenciados nos 12 meses anteriores.

Neste período, a concessão de crédito para aquisição de habitação manteve a sua tendência positiva, numa subida homóloga de 6,4% até julho, para 6.273 milhões de euros concedidos pela banca.

Já a avaliação imobiliária da habitação, para efeitos de obtenção de crédito, apurou-se em julho em 1.127 euros/m² para o total do país (1.488 euros na região de Lisboa), o que representa uma subida de 8% e um novo máximo histórico.

Neste período, o consumo de cimento no mercado nacional registou um aumento significativo de 9,9% para um total de 2,1 milhões de toneladas.