Crédito

Bancos emprestaram 1.353 milhões para habitação em novembro

Ana Tavares |
Bancos emprestaram 1.353 milhões para habitação em novembro

No mês de novembro, os bancos concederam 2.061 milhões de euros de novos empréstimos a particulares, 1.353 dos quais dizendo respeito a crédito à habitação, mais 21,6% em termos anuais. Pelo 9º mês consecutivo, este montante supera os 1.200 milhões de euros.

Este montante de crédito à habitação concedido é o mais elevado desde 2008, quando foram concedidos 1.522 milhões de euros para este fim.

Segundo os números do Banco de Portugal, a taxa de juro média dos novos empréstimos ao consumo desceu para 6,59%, mas na habitação subiu 0,83%, acompanhando a evolução da Euribor a 12 meses.

Às empresas, os bancos concederam 2.620 milhões de euros, dos quais 55% correspondem a empréstimos de montante igual ou inferior a 1 milhão de euros. A taxa de juro média dos novos empréstimos caiu para 1,95%.

Entre janeiro e novembro de 2021, o financiamento às famílias atingiu os 20.300 milhões de euros. A última vez que o valor de 2.061 milhões de euros concedidos em novembro foi ultrapassado foi em julho de 2008, com 2.086 milhões de euros.