Avenida da Liberdade vai deixar de ter os escritórios mais caros

Ana Tavares |
Avenida da Liberdade vai deixar de ter os escritórios mais caros

 

Esta é uma das principais conclusões do mais recente PrimeWatch da consultora, um estudo sobre o mercado imobiliário que apresenta a evolução do mercado e o desempenho dos vários segmentos do imobiliário comercial.

A B. Prime acredita que o mercado de escritórios vai reequilibrar-se em 2020, «se os projetos em fase de construção não sofrerem atrasos», num mercado que se pauta pela escassez de oferta, que tem limitado a entrada de grandes empresas em Portugal. «Este estudo de mercado confirma que o ano de 2019 vai continuar a ser complexo para as empresas que queiram expandir ou que escolham Portugal», segundo a consultora.

O Prime Watch destaca ainda o facto de Lisboa ser a cidade europeia mais procurada por investidores internacionais, que representam 95% dos 3.300 milhões de euros investidos em Portugal no ano passado. Os franceses detiveram a maior quota de mercado, com 25%, seguidos pelos 24% dos EUA, dos 20% da Espanha e 15% do Reino Unido. Este ano, é de esperar uma ainda maior diversificação na origem do capital investido.