Angola pode crescer 1,9% este ano

Ana Tavares |
Angola pode crescer 1,9% este ano

 

Em declarações à Lusa, a consultora especifica que «o acordo com o FMI vai aliviar as pressões de liquidez na economia angolana a curto prazo e vai enviar um forte sinal sobre a estabilidade política daqui para a frente», cita o Observador.

Os analistas explicam ainda que «a diversificação da economia, combinada com os esforços para atrair investimento privado quer no sector petrolífero, quer nos restantes, continua necessária para colocar a economia numa trajectória de crescimento sustentável, mas as medidas e remédios de curto prazo deverão ter um efeito mais pronunciado que o antecipado».